Estoque de três tipos sanguíneos zera e Hemocentro de Mossoró convoca doadores; saiba quem pode doar

Estoque de três tipos sanguíneos zera e Hemocentro de Mossoró convoca doadores; saiba quem pode doar

Média de doações caiu de 60 para 28 desde abril, segundo a unidade, que é responsável por abastecer hospitais particulares e públicos de Mossoró e Região.

O estoque de três tipos sanguíneos zerou no Hemocentro da cidade de Mossoró, na Região Oeste do Rio Grande do Norte. Com a situação considerada crítica, a unidade convocou doadores com urgência. (Veja mais abaixo onde doar e como doar).

Os três tipos de sangue que estão em falta são:

  • A-
  • B-
  • AB-

O centro, no entanto, está pedindo doações de sangue para doadores de todos os tipos sanguíneos – não apenas para os estoque que já estão zerados.

O Hemocentro explica que é importante doar porque a unidade abastece os hospitais particulares e públicos de Mossoró e de parte da Região Oeste.

A direção do Hemocentro disse que a unidade recebia uma média de 60 doações diárias de sangue, mas que esse número tem caído desde abril. A média atual é de 28 bolsas de sangue coletadas por dia em Mossoró.

A queda nas doações ocorreu exatamento no momento em que houve um aumento da necessidade por sangue dos hospitais, o que deixou a situação crítica.

“As cirurgias, os atendimentos, os tratamentos oncológicos continuam sendo feitos. E a demanda está do mesmo jeito. Continuam os hospitais fazendos seus pedidos para urgências, tratamentos eletivos, cirurgias, e a gente precisa ter esse sangue em estoque”, explicou a assistente social Alda Sales, do Hemocentro.

📍Onde doar?

O Hemocentro de Mossoró funciona nos seguintes horários:

  • de segunda a sexta-feira das 7h às 18h;
  • aos sábados, das 7h às 17h.

O Hemocentro fica ao lado do Hospital Regional Tarcísio Maia, no bairro Aeroporto, na Rua Projetada, sem número.

💉Como doar?

Para ser doador, é preciso:

  • ter entre 16 e 69 anos de idade;
  • pesar no mínimo 50 quilos;
  • estar em boas condições de saúde;
  • estar bem alimentado;
  • apresentar documento de identificação com foto;
  • não estar fazendo uso de medicamentos que possam afetar a saúde;
  • não ter contraído hepatite após os 11 anos de idade;
  • não ter feito procedimento cirúrgico recentemente;
  • não ter feito, nos últimos 12 meses, tatuagem, micropigmentação ou colocado piercing;
  • não estar gripado ou ser portador de doenças contagiosas;
  • não estar exposto a situação de risco, como ter praticado ato sexual sem uso de preservativo;
  • não ser usuário de drogas;
  • não ter feito endoscopia nos últimos 6 meses.

G1 – R/N

**SIGA O INSTAGRAM DO @RNEMFATOS

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *