Lawrence foca em relação administrativa com Allyson

Lawrence foca em relação administrativa com Allyson

O presidente do PSDB em Mossoró, vereador Lawrence Amorim, confirmou que discutirá o posicionamento do partido em relação ao pleito majoritário nesta quinta e sexta-feiras (9 e 10), numa reunião em Natal com os presidentes dos diretórios estadual e nacional, deputado estadual Ezequiel Ferreira e Marconi Perillo, tendo negado que tivesse compromisso de sair candidado a vice-prefeito numa chapa liderada pelo prefeito Allyson Bezerra (União Brasil): “Não existiu convite para ser vice da parte dele, estamos trabalhando politicamente a questão da chapa proporcional”.


Lawrence Amorim avisou que, no momento, a prioridade é resolver pendências administrativas entre a Câmara Municpal de Mossoró, a qual preside, e a Prefeitura “com relação a um processo sobre ressarcimento de recursos da Câmara para o município, estou tratando disso e não tomei nenhum posicionamento político”.
Amorim refere-se a uma ação judicial em que se determina a devolução em um ano de sobras de recursos orçamentários da ordem R$ 8 milhões pela Câmara para o município, que “pode comprometer o funcionamento do Legislativo” e que já nos primeiros meses de 2024, o desconto superou a casa de R$ 1 milhão/mês.

O presidente da Câmara mossoroense disse que “vencemos essa ação no mérito em 2021, ganhamos um agravo no Tribunal de Justiça, mas depois no recurso de apelação, além de ser reformada, determinou-se a Câmera devolvesse os recursos que recebeu em 2021, 2022 2023 e o pior disso, mandando devolver recursos que já utilizados, prestados contas e ainda devolver em um ano”.

“Tem várias decisões do próprio Tribunal de Justiça com ações idênticas, que houve ganho de causa para às Câmaras. e nenhuma eu tenho conhecimento, que tenha sido ou feito um julgamento para se devolver e ressarcir recursos de exercícios anteriores”, acrescentou Amorim.

Para não comprometer o funcionamento da Casa, Amorim ainda tenta um acordo com o prefeito de Mossoró, inclusive questão relacionadas à elevação do repasse mensal (duodécimo) de recursos de 5% para 6% sobre o orçamento do município a partir de 2024.

Mas, voltando à questão das eleições municipais, Lawrence Amorim cita que como segundo maior município do Rio Grande do Norte, Mossoró é estratégico politicamente para o PSDB, que terá uma nominata de 22 candidatos a vereador: “Vamos ouvir e saber as orientações do partido, qual o melhor caminho com relação às eleições de 2024, nosso primeiro compromisso com o presidente Ezequiel Ferreira foi a reestruturação do partido, com montagem da nominata para proporcional e agora nós vamos ouvir o presidente com relação aos destinos do partido para a eleição majoritária também em Mossoró. A gente tem que ter as condições dele e apoio deles para isso”, disse.

TN

**SIGA O INSTAGRAM DO @RNEMFATOS

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *